Nosso Amor


– OLHO PASTEL! OLHO PASTEL!

– BRIGADEIRO UM REAL!

Sua cabeça mantinha-se baixa enquanto subia as escadinhas que a levaria para longe de tudo aquilo que conhecia. Meus olhos não se despregavam de você, mesmo eu sabendo que nem ao menos sabia que eu havia corrido praticamente a cidade inteira para me despedir. 

– CHINELAS! SAPATILHA! TÊNIS! TUDO PELO MENÓ PREÇO!

– OLHA O HOMEM DO DOCE! PIRULITO, BALINHA, "CHICRETE", ALGUDÃO DOCE...

Seus amigos não estavam lá. Eles devem ter se despedido antes. Ou talvez nem saibam que você está partindo. Partindo com um triste sorriso no rosto, sabendo que dali para frente seu futuro irá melhorar, mas que iria ser especialmente doloroso deixar tudo para trás e começar do zero. E aquilo despedaçava meu coração. 

– FOTO 3X4! FOTO 3X4! TIRE AQUI SUA FOTO 3X4! REVELAMOS NORA!

Eu só queria que você virasse a cabeça para o lado. Já tinha atravessado a catraca e arrumado um lugar perto da janela. Mas seus olhos ainda estavam baixos. Estudando provavelmente o email que imprimiu às pressas com as instruções do novo trabalho.

– PASSE! PASSE! OLHO PASSE!
– ESTRALINHO! ESTRALINHO! OLHA O ESTRALINHO!

"Olha. Olha. Olha para mim." Minha mente gritava enquanto meus lábios se espremiam apaticamente. O motorista já dava ré. Era a última chance. Só precisava de um instante para você perceber que eu estava ali, como prometi, apoiando-a em todos os momentos. Estando ali - mesmo que atrasado - para mostrar o quando me importava você. 

– CDS! DVDS! TUDO DUBOM E DUMELHOR!

Seus olhos subiram rapidamente para a multidão que se dividia em filas infinitas. Nossos olhares se encontraram. Você abriu um tímido sorriso de lado. Uma lágrima solitária desceu pela sua pele rubra, mas você logo a expulso, tentando dissimular seus verdadeiros sentimentos. 

– PIPOCA! VAI PASSANDO O CARRINHO DA PIPOCA!
– OLHO PASTEL! OLHO PASTEL!

"Eu lhe amo" Pronunciei vagarosamente a frase, para que pudesse ler meus lábios. Você piscou ligeiramente os olhos úmidos, provavelmente impedindo mais lágrimas de descerem.

– BRIGADEIRO UM REAL!

No momento que ia me responder, um ambulante passou a minha frente, escondendo por segundos sua face. Segundos estes que bastou para o motorista sair da baia e você sumir para a sua nova vida.

– CHINELAS! SAPATILHAS! TÊNIS! TUDO PELO MENÓ PREÇO!
– LIVROS USADOS! VENDO E COMPRO LIVROS USADOS! HISTÓRIAS DE AMOR, AVENTURAS, DESVENTURAS...

"Eu lhe amo" A frase ecoou em minha mente. Sua resposta não chegou. Nunca chegaria. Mas, onde estivesse, eu tinha certeza que ainda escutava o grito do vendedor de pastel. 

0 comentários :

Postar um comentário

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!