23- O Penhasco


Um sorriso de canto estava pregado em sua face serena. As palavras não alcançavam aqueles lábios, mas eu tinha certeza que rondavam incessantemente sua mente. Seus olhos pareciam distantes, mas eu os sentia sobre a minha pele.

Eu me sentia frágil. Pequeno. Desprotegido. Desnudo de todas as minhas convicções e sem saber qual o próximo passo a dar. Toda aquela situação me deixava petrificado.

Ele me observava desafiante, enquanto seu olhar fixo abria um penhasco profundo a centímetros dos meus pés. 

E aquele doce sorriso me incitava a dar mais um passo. "E aí? Vai ter coragem de pular?"

(Imagem)

[Até onde pretende ir atrás de seu amor? Será que tudo vale a pena para ficar com quem se ama?]

0 comentários :

Postar um comentário

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!