21- Sonhos [+18]


Os ponteiros do relógio já tinham passado do doze. A jovem estava deitada sobre a cama bagunçada, passeando as pernas inquietas pela coberta quente. Seus olhos se mantinham fechados, mas seu corpo se movia em espasmos.

Mesmo no escuro, os olhos azulados pareciam brilhar. Ela sentia aquele calor sobre sua pele. Ele estava ali, observando-a. De súbito, mãos quentes lhe alcançaram a pele. As curvas fartas foram tomadas entre aqueles dedos fortes e manejadas com habilidade. Tudo o que ela evitara até então parecia se tornar realidade naquele instante. 

Ela não mais controlava seu corpo. Seu corpo não queria que ela o controlasse. Apenas era movido e aceitava as carícias ávidas. Suas pernas se moveram na escuridão e ela sentiu seu corpo já molhado. 

Ela não mais se reconhecia. Quem ela era? O que estava acontecendo? Quando todo aquele desejo tinha aflorado? 

Em outro movimento rápido suas mãos foram tomadas, presas, imobilizadas. Ela já tinha se entregado totalmente a ele e agora não tinha como voltar atrás. Sentiu os dedos se transformarem em cobras famintas e correrem pela sua pele tensa. Seus pelos se eriçavam e correspondiam ao mínimo toque. 

O que ele estava fazendo com ela? Não era para as coisas estarem acontecendo daquela forma. 

Um gemido tímido escorreu pelos lábios quando seu corpo foi tomado pelo dele. Seu movimento o acompanhou, movendo-se ritmicamente, obedecendo àquela situação inesperada. Como sabia o que fazer? Como se sentia bem daquela forma? 

Os lábios molhados dele tocaram-lhe a boca, passeando em seguida pelo pescoço e ombros. Ela sabia que ele tinha um sorriso zombeteiro nos lábios. Os olhos azuis brincavam sobre a pele alva. Ele observava tudo, tocava tudo. Ela era dele. 

E no meio da noite aquele corpo se inquietava, enquanto uma mão tímida abria caminho no corpo que conhecia bem. Sua mente semi acordada, tomada pelo sonho que ela forçava a esconder de toda a realidade.

0 comentários :

Postar um comentário

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!