Correndo



Os passos eram rápidos e espaçados. O rapaz não estava atrasado para nada, mas gostava de andar acelerado. Todos os dias eram daquela mesma forma. Por mais que não tivesse nada para fazer, andava correndo.
Já era costume e parecia que não só dele. As outras pessoas ao seu redor também corriam – provavelmente elas tinham motivos, talvez não, talvez eram apenas levadas pela correnteza de gente.
As ruas estavam cheias como de costume. Os sapatos de salto alto produziam o tão costumeiro toc-toc, mais rápidos do que o tic-tac do relógio. Os outros faziam um curto coaxar de borracha. Saias esvoaçantes. Ternos suados. Crianças sendo puxadas pelas mãe. Não era nem meio-dia ainda.
O homem estava prestes a atravessar a rua quando colidiu com uma moça vindo na direção contrária. Ela caminhava, se possível, ainda mais rápido do que ele.
Em meio a papeis voando e livros e pastas caídos, sorrisos e olhares constrangidos. As pessoas que viam logo atrás desviaram do casal parado no meio da rua.
Ele a ajudou a catar tudo. Encararam-se por alguns segundos. Seus sorrisos eram de cumplicidade. Aquele estranho momento que ambos atrapalham tantas pessoas passando por causa de um acidente bobo.
Ela sorriu agradecida, pegou suas coisas e se foi.
Ele arrumou a gola polo e continuou seu caminho.
Se tivessem se encarado mais um pouco, ambos teriam notado a beleza na face do outro. Ela de logos cabelos negros, soltos sobre os ombros. Ele com os cabelos castanhos um tanto quanto desgrenhados pelo vento. Ela de olhos sorridentes e ele de face naturalmente alegre.
Mas não ficaram se encarando.
Apenas continuaram seus passos apressados.
Como se nada valesse tanto quanto a correria da vida.

4 comentários :

  1. Belo texto! Mostrou como está o nosso dia a dia frenético nas grandes cidades.

    ResponderExcluir
  2. Gostei!
    Como o colega acima disse, ilustra perfeitamente o modo de vida contemporâneo. As cidades são agitadas e apressadas. As pessoas deveriam frear um pouco seus passos. Coisas boas podem acontecer :3

    Abraços,
    João Victor - Amigo do Livro
    http://amigodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!