Eu estou lhe contando essa história porque você é a única pessoa que não irá me julgar...


...
Há algum tempo que preciso contar isso a alguém. Você sempre se perguntou porque meus sorrisos eram tão raros, porque eu não fazia amigos ou detestava que entrassem na minha casa.
Para tudo existe uma explicação. Existe uma explicação para mim também. E nessa carta eu quero finalmente me abrir com alguém. Tudo o que aconteceu em minha vida foi uma imensa confusão. Tudo o que aconteceu... - muitas coisas aconteceram - ... nunca ao menos me preocuparam e só agora eu parei para pensar em todos meus erros e todas as coisas ruins que um dia fiz.
Nesse momento a televisão está ligada e muda, mas mesmo assim eu sei que ela está falando sobre mim. E como sei? Não parou de passar reportagens sobre mim nas últimas semanas, essa não seria diferente. Muitas perguntam: quem é ela? Do que vive? Vilã ou heroína? Anos? E outras muitas perguntas que não me interessam nenhum pouco.
Sombra, guerreira mascarada... Outros tantos nomes que mal consigo recordar. O que eu sou? Nenhum deles. Nunca fui heroína. As pessoas que um dia matei ou deixei de matar, não dependiam de mim. Era meu trabalho. Me contratavam. Me pagavam. Eu matava.
Pode parecer estranho, fácil, frio, mas era assim mesmo. Sem sentimentos, lágrimas, palavras. Apenas um trabalho perfeitamente executado todas as vezes.
E por que então eu estou lhe escrevendo essa carta? Carlos... Eu sempre fui do jeito que nos conhecemos. Fria, calada, séria, patética. Nunca me importei com a minha vida. Mas eu presava pela vida (pode parecer um pouco incoerente), pela vida de minha irmã. Somente a dela. Todos os dias desde que eu tinha cinco anos, desde que meus pais foram mortos pelo meu próprio tutor, desde o dia que entrei nessa maldita empresa... Todos os dias só pensei nela. E agora existe uma outra coisa em minha mente. Você.
E por isso estou lhe escrevendo essa carta. Desde o instante que você forçou amizade eu comecei a pensar. Como eu queria ser uma garota normal, como eu não queria que levar o fardo de tantos assassinatos, como eu queria ser livre por pelo menos um dia.
Sabe... Nunca vemos os problemas de nossa vida até que algo diferente aconteça e mude o cotidiano. E você foi esse algo diferente. Foi o algo que eu precisei para abrir os olhos.
Enquanto todas as noites eu derramava o sangue de alguém, uma família era desfeita e eu estava presando apenas a minha. Por mais que muitos do que eu matei fossem até piores do que eu, não era eu que deveria decidir por suas vidas. Não era a minha missão.
É tarde de mais não é? Para voltar atrás?
Essa noite será a minha última missão. Uma missão para realizar os meus interesses e dar finalmente um fim a tudo isso.
Provavelmente quando estiver lendo essa carta será tarde demais, mas espero que eu tenha sucesso e que possa livrar o mundo dessa empresa (de uma vez por todas). E só assim eu poderei pedir perdão a todos que machuquei, a todos que não mereciam o que fiz.
Peço perdão a você e a Melody também. E lhe imploro que cuide dela. Ela é tudo para mim.
Quero que se cuide também. Prometo fazer dessa cidade um lugar mais seguro. Pelo menos uma vez fazer uma coisa certa.
E esta é a hora que me despeço.
Continue subindo na casinha da árvore no meio do nada e leve a Mel algumas vezes também. Obrigada por tudo.
Helga 

....
Mais um do livro "642 THINGS TO WRITE ABOUT". Era para escrever uma carta começando com "Eu estou lhe contando essa história porque você é a única pessoa que não irá me julgar... " (eu sei que não foi beeeeem uma história... mas é para usar a criatividade, então me deixem -.-)
Meus personagens são sempre uns amores, não é? O que acharam? Deixem um comentário. Beijos e até.

0 comentários :

Postar um comentário

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!