Homossexualidade e Dolls


Ontem eu assisti a um vídeo e me senti inspirada a escrever um pouco sobre o assunto, já que ele se "encontra" em Dolls também.
NOTA: Tudo o que eu colocará aqui é o que penso. Não quero causar polêmica e não vou envolver religião (apenas o vídeo, mas isso é o vídeo, não eu). Então, sinceramente, se vocês pesam ao contrário de mim, não comentem tentando me convencer que o jeito que você pensa é o certo, porque eu não vou mudar a maneira que eu penso. Se não gosta de falar sobre o assunto, apenas não leia essa postagem.


Sobre o vídeo: Ele NÃO quer criar uma heterofobia ou fazer as pessoas acharem que mudando as coisas de lugar vão fazer as pessoas pensarem que os héteros são "anormais" (reproduzindo o que algumas pessoas comentaram no vídeo). Ele quer levar as pessoas a pensar sobre o que cometem contra homossexuais, apenas mudando a "ordem" do mundo para as pessoas que se dizem "normais" verem de uma nova forma. (Antes que alguém fale sobre "como eles teriam se reproduzido?": 1- Ciência está ai para isso, 2- Leia a legenda em 6:29).
O bullying acontece sim e não está sendo exagerado no vídeo. Aqui no Brasil as coisas podem ser mais "de boa", mas fora dele não é bem assim (é só ver as taxas de suicídios de jovens em cada país, aí irão entender).

Agora sobre Dolls. Eu não tratei de Bullying por causa da sexualidade das meninas e não pretendo tratar. O que muitas pessoas ainda pensam é que Dolls é uma história de LÉSBICAS, e não é bem assim. Sim, duas meninas namoram, mas o ponto principal não é elas serem lésbicas ou não. Elas são pessoas. Seres humanos. Que se apaixonaram por uma outra pessoa e que querem se sentir bem com ela. A amizade e o amor é o tema da história, e apenas isso.

E eu penso que é assim que as pessoas deveriam se ver. Cada um só busca a sua felicidade. Não importa se ela está em uma pessoa do mesmo sexo, ou se não está em pessoa nenhuma. Cada um deve ser feliz do jeito que escolheu ser. O problema é que algumas acreditam que a sua felicidade é mais importante do que a de outras, e não é.
Como disse antes, eu não vou falar de religião nem nada, apenas do que eu acho. E eu acho que nossa sociedade precisa amadurecer  um pouco. Não estou dizendo que cada pessoa precisa gostar de tudo porque isso seria impossível, mas que nós deveríamos agir mais como uma sociedade e pararmos de ser tão individualistas, tentando criar um mundo da maneira que queremos e não da maneira que seria melhor para todos.

Espero que tenham gostado. Como eu disse, é só o que eu penso. (Um dos meus problemas é que eu não consigo me abrir muito para as pessoas - a não ser por meio das minhas histórias - e as coisas tendem a ser simplificadas e às vezes um tanto confusas, espero que tenham entendido) 
Deixem um comentário com o que acharam e leiam a história =)
Beijos.

0 comentários :

Postar um comentário

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!