Como não amá-la?

[Postado anteriormente aqui]

Como não amá-la
Se todos os dias é a primeira
A me dar bom dia?

Como não amá-la
Se todas as manhãs, tardes e noites
Seu toque aquece meus lábios?

Como não amá-la
Se ela sempre está
Onde eu quero que esteja?

Como não amá-la
Se ela é minha
E eu faço o que quiser com ela?

Como não amá-la?
Quando solvo seu mel
E sinto meu corpo a queimar?

Por isso e mais
Não posso dizer que não amo
Minha adorável xícara.

A. S. Victorian

2 comentários :

  1. Hahaha, uma história de amor perfeita! *-*
    Adorei seu poema, continue assim!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!