Resenha - O Livro das Princesas

Há pelo menos quatro livros na minha estante que li e ainda não resenhei. São os livros do final do ano, que eu deveria sim ter postado uma resenha aqui para vocês, mas nada no mundo me animou a sentar na frente do PC e escrever. Mas aqui estou eu, antes tarde do que nunca, para deixar minha opinião. O livro da vez é uma coletânea de contos baseados nas clássicas princesas infantis (sim, gente, mais um livro de contos de fadas, me deixem -.- hehe). Espero que gostem da resenha. Desculpe a falta de detalhes ou um maior aprofundamento, mas já faz algum tempo que li e não anotei muitos detalhes. 


O Livro das Princesas - Meg Cabot, Paula Pimenta, Lauren Kate e Patrícia Barboza
Editora: Galera Record
Páginas: 288

Os contos estão organizados na seguinte ordem: A Modelo e o Monstro, de Meg Cabot; Princesa Pop, de Paula Pimenta; Eclipse do Unicórnio, de Lauren Kate; Do Alto da Torre, de Patrícia Barboza. Respectivamente, são releituras das histórias A Bela e a Fera, Cinderela, A Bela Adormecida e Rapunzel. 
Não irei resumir conto por conto, já que, mesmo que muitas das histórias não sigam realmente a sequência de fatos dos clássicos, possuem muitas semelhanças com estes. Porém, tentarei dar minha opinião para cada, já que cada autora possui seu estilo e fizeram contos totalmente distintos uns dos outros. 

Primeiramente, é um livro infanto-juvenil. A linguagem de todas as autoras é bem leve, direta, divertida. Corresponde perfeitamente ao público ao qual é destinado. A leitura não é cansativa, mas ainda encontramos muitas semelhanças com a maioria das histórias escritas para esse público alvo. 

Dos quatro contos, gostei muito de um, mais ou menos de outro, e achei que muita coisa poderia melhorar nos outros dois. De um modo geral, não gostei das protagonistas. Talvez tenha sido pela forma como as autoras construíram essas personagens (principalmente nos contos narrados em primeira pessoa), colocando alguns pontinhos que simplesmente - na minha cabeça, pelo menos - deixavam-nas um tanto quanto divergentes do que queria de fato se passar (aquela coisa de "princesas" boazinha, diferente das demais, nada fúteis, etc, etc, mas que palavrinhas sutis podem levar toda essa construção por água a baixo). 

O conto que menos gostei foi o primeiro. Achei este muito corrido. Todos devem conhecer a história dA Bela e a Fera, e devem saber também que o romance dos dois leva tempo para se construir. Neste conto não. O final ficou tão corrido que parece que, ou não deram espaço suficiente para a autora escrever seu conto, ou ela que estava apressada para termina-lo de uma vez e pronto. 

Seguindo este na ordem dos que menos gostei, em segundo lugar fica o de Lauren Kate. Este é o que mais difere dos outros três, mas o que menos difere do original. É o único narrado em terceira pessoa, mistura fantasia à história de um adolescente de coração partido. A autora apenas repetiu o conto original - mudando alguns pontinhos como trocar a roca por chifre de unicórnio - e adicionou a história do "príncipe", um adolescente nos dias atuais. Achei que Lauren poderia ter trabalhado mais a história da princesa, tentando transformá-la em algo um tanto quanto original.

Agora os dois últimos contos. Ambos nacionais, foram os que mais me agradaram, mesmo que não tenham me conquistado totalmente. Primeiro o da Paula Pimenta. Cinderela é um conto muito cotado na hora de reescrever, devido principalmente às suas características que facilmente se adequam a qualquer época/lugar. Porém, mesmo assim, a autora conseguiu criar algo diferente (dentro do possível, claro). Este foi o maior dos contos e até se tornou um livro separado depois. Mas, para mim, todas as palavras colocadas na obra foram importantes para a construção das personagens e eu simplesmente não consegui gostar da protagonista.

Por último, o conto que mais gostei. Não conhecia a autora Patrícia Barboza e fiquei bem contente com seu conto. Este possui uma linguagem bem mais infantil do que os outros, tanto que até a protagonista é mais nova, e tem uma pegada meio Hannah Montana misturado com Katy Perry. A história é simples, mas de uma maneira bastante agradável. Os personagens poderiam ter sido melhor construídos e talvez por isso não tenha gostado 100%, mas ainda assim se tornou meu favorito no livro.

De modo geral, O Livro das Princesas é uma leitura leve e rápida, para quem gosta de princesas ou temáticas adolescentes. Eu esperava muito mais do livro, mas fiquei feliz por no final ter constatado que os melhores eram os nacionais. Em breve pretendo ler O Livro dos Vilões e, claro, deixar aqui minha opinião para vocês.

0 comentários :

Postar um comentário

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!