Morri na praia


Eu morri na praia.

Morri afogado 
Por todas as injustiças.

Morri refugiado
De toda loucura e crueldade
do mundo.

Ainda cheio
De esperanças na vida.

Morri com as lágrimas
Misturando-se ao mar
Para que, quem a água tocar,
Sinta que lá 
Eu entreguei a alma.

Em meio às promessas

Em meio aos desejos

Em meio ao futuro
...
Eu morri na praia.



Uma Homenagem

2 comentários :

  1. A gente vai morrendo aos pouquinhos. A cada virada do relógio, nossa vidinha controlada, compartimentada e extremamente solitária vai perdendo a validade. Somos bombas-relógio cuja explosão muitas vezes é silenciosa e anônima...

    ResponderExcluir
  2. Quêm vive hoje , agraciado pois não saberemos, se acordamos, !! Somos afogados péla injustiça , preconceito , afogado estamos o mar lliberdade ,limpa , a viva sem ser vivida sim é o mesmo que os afogado de alma , cegos , viver é possível um dia sempre com um livre liberta Amemm ou amor Amado

    ResponderExcluir

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!